"Sou eu que começo ou é você que começa? [...] Sou eu que começo! [...] E eu começo como? Eu vou falando por ordem cronológica ou o que me vier na cabeça?"
(Mercedes, personagem de Lília Cabral - Divã, 2009)

O blog mudou no formato. Os textos mais recentes estão abaixo e podem ser lidos na íntegra clicando em Read more... no final de cada postagem.

O restante das postagens estão disponíveis nos links a esquerda. Utilize a ferramenta de busca ou as tags.

Fique a vontade. E volte sempre!

O menino e a formiga

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009


Em algum lugar por aí, um menino procurava por formigas. E sua brincadeira favorita era ver a formiga agoniar até a morte - que geralmente é bem rápida.


Ele podia jogá-las num copo d'água, na melhor das hipóteses. Costumava amarrá-las com fios de nylon e arremessava no chão de cimento. Fazia uma fogueirinha e colocava a formiguinha lá para queimar.


E numa dessas buscas pelas melhores formiguinhas, ele encontrou uma que podia ser igual, mas lhe parecia diferente. E ela era. O menino podia bolar o plano que fosse, podia fazer a estratégia que fosse, a formiguinha não morria.


Sempre saía muito machucada e mancando ia para longe do menino, mas o menino conseguia caçá-la de novo e com certeza testaria uma nova forma de tortura com insetos.


Nessa história o menino foi mordido muitas vezes pela formiga, porém o máximo que acontecia era uma coceirinha desagradável. O menino parecia nem se importar com as mordidas da formiga. Ele ficava intrigado e ver o quanto essa formiguinha era resistente.


Ele não podia ser contrariado, e no ápice da sua ira o menino se pôs de pé, levantou a perna com o joelho dobrado a 90º e pisou na formiga. Dessa vez ela morreu.

14 pessoas quiseram falar também!:

carla m. 09 janeiro, 2009  

Mari, em tempos de guerras no Oriente Médio tua metáfora é quase uma parábola...

Talvez para a formiguinha tenha sido um alívio, ou não, afinal, ela estava decidida a viver.

beijos

Su 09 janeiro, 2009  

Matamos sentimentos em nós. Essas formigas às vezes incomodam...

Beijos, Foofa!!!

@line-;-- 09 janeiro, 2009  

É... tem mto humano fzdo outros humanos de formiguinhas...

PULCRO 09 janeiro, 2009  

Lendo esse texto só imaginei Israel. Aquele povo sofrido.
Beijos.

PULCRO.

Leonardo Werneck 09 janeiro, 2009  

Ahhh, eu esmagava formigas, ou as prendia em garrafas pet e jogava na piscina! rs

Beijo

Ruberto Palazo 10 janeiro, 2009  

Primaaa... eu tava jurando que essa formiga era a formiga atomicaaa, aiiiii... triste ver seu fim assim, tão triste. =/

Beijooooooooooooooooo!

Welker 11 janeiro, 2009  

Mirmecocídio.

não chega a ser um crime, afinal, que tribunal no mundo condenaria uma criança? Só um tribunal composto por formigas...

Thiérri 15 janeiro, 2009  

Como digo com meus amigos "apelou, perdeu"... típico dos humanos... criam as regras e quando não conseguem seu objetivos seguindo-as, as quebram... é uma auto-afirmação "eu tenho o poder para isso"

Raquel München 16 janeiro, 2009  

Oi! Estou visitando teu blog pela primeira vez, e adorei como tu escreves!

Beijos!

Luilton 17 janeiro, 2009  

Que mal que é esse menino, hein?

Um abraço.

Nádia Mara 26 março, 2009  

Mariana!
Gostei da história, posso postar no meu blog?
Queria saber o seu nome todo para colocar os devidos créditos.
Veja o meu blog!
http://pequenasformigas.blogspot.com/

um beijo!
Nádia (Nana Pereira)

Nádia Mara 26 março, 2009  

Amore!
Vou postar lá agora!
Thanks!!

Nádia Mara 26 março, 2009  

Esqueci de responder sua pergunta.
Sempre fui fã de formigas!
hehehehe
Mas, não só de formigas, também gosto de joaninhas, abelhas, borboletas, pássaros e peixes.
Dê uma olhada nos meus blogs!
beijos

Postar um comentário

Você também precisa falar? Comente...

Importante

Os textos postados neste blog são de minha autoria. Aqueles que não são, faço referência aos autores e/ou locais onde encontrei. Faça o mesmo e respeite: se copiar, credite.

Os comentários são abertos e o conteúdo dos mesmos não necessariamente expressa a opinião da autora.

Para parcerias e contatos profissionais utilize o formulário do 'Fale comigo'.

Fale comigo

Envie um e-mail diretamente para mim.


Seu nome:

E-Mail:

Mensagem:


Você é sempre bem vindo aqui! Volte sempre que quiser!

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP