"Sou eu que começo ou é você que começa? [...] Sou eu que começo! [...] E eu começo como? Eu vou falando por ordem cronológica ou o que me vier na cabeça?"
(Mercedes, personagem de Lília Cabral - Divã, 2009)

O blog mudou no formato. Os textos mais recentes estão abaixo e podem ser lidos na íntegra clicando em Read more... no final de cada postagem.

O restante das postagens estão disponíveis nos links a esquerda. Utilize a ferramenta de busca ou as tags.

Fique a vontade. E volte sempre!

Hoje...

sábado, 22 de novembro de 2008

Recebi este texto da minha irmã e ele
combinou com o que eu pretendia escrever hoje.

Hoje levantei cedo pensando no que tenho a fazer antes que o relógio marque meia noite
É minha função escolher que tipo de dia vou ter hoje
Posso reclamar porque está chovendo ou agradecer às águas por lavarem a poluição
Posso ficar triste por não ter dinheiro ou me sentir encorajado para administrar minhas finanças, evitando o desperdício
Posso reclamar sobre minha saúde ou dar graças por estar vivo
Posso me queixar dos meus pais por não terem me dado tudo o que eu queria ou posso ser grato por ter nascido
Posso reclamar por ter que ir trabalhar ou agradecer por ter trabalho
Posso sentir tédio com o trabalho doméstico ou agradecer a Deus
Posso lamentar decepções com amigos ou me entusiasmar com a possibilidade de fazer novas amizades
Se as coisas não saíram como planejei posso ficar feliz por ter hoje para recomeçar
O dia está na minha frente esperando para ser o que eu quiser
E aqui estou eu, o escultor que pode dar forma
Tudo depende só de mim


(Charles Chaplin)

9 pessoas quiseram falar também!:

Dama de Cinzas 22 novembro, 2008  

É o olhar pessimista ou otimista que podemos ter...

Bonito texto!

Beijocas

Mai 22 novembro, 2008  

Olá Mariana, vim seguindo as plaquinhas e cheguei aqui.
Vejo que como eu, gostas de gente e duas ambiguidades.
Bem, gostei deste espaço.
Voltarei.
É sempre bom reler Charlie Chaplin.

Abraços.

*Raíssa 22 novembro, 2008  

Às vezes muito difícil ter um olhar positivo sobre as situações que acontecem na nossa vida. Eu tenho certa dificuldade.

Beijos!

Nataliinha 22 novembro, 2008  

Charles Chaplin nos disse q o dia qm faz somos nós !
Não somente o dia, mas a vida quem decide somos nós !

Beiijus =*

Leonardo Werneck 22 novembro, 2008  

Já conhecia esse texto, é lindo realmente!!!

Beijo

JAMES PIZARRO 22 novembro, 2008  

Cérebros como o do Chaplin estão em falta no mercado. Basta ver os presidentes das nações latino-americanas...
Beijo

James Pizarro

Flávia Lago 23 novembro, 2008  

LIterário!!!!
Eu sou quem eu quero ser!
Chega de reclamar das coisas tão inúteis...a vida é tão, mas tão simples.

Um beijo de quem viciou em vir aqui!

Marco Antonio 23 novembro, 2008  

Ai essa música que você colocou aí, "Quem vai dizer tchau", ela sempre me deixa meio bobo quando escuto "tornar o amor real é expulsá-lo de você pra que ele possa ser de alguém".

Acho tão profundo.

E Chaplin, ah esse era singelo e tocante.

Su 24 novembro, 2008  

Lindo texto, Florzinha!!
Saudades de vc

Postar um comentário

Você também precisa falar? Comente...

Importante

Os textos postados neste blog são de minha autoria. Aqueles que não são, faço referência aos autores e/ou locais onde encontrei. Faça o mesmo e respeite: se copiar, credite.

Os comentários são abertos e o conteúdo dos mesmos não necessariamente expressa a opinião da autora.

Para parcerias e contatos profissionais utilize o formulário do 'Fale comigo'.

Fale comigo

Envie um e-mail diretamente para mim.


Seu nome:

E-Mail:

Mensagem:


Você é sempre bem vindo aqui! Volte sempre que quiser!

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP