"Sou eu que começo ou é você que começa? [...] Sou eu que começo! [...] E eu começo como? Eu vou falando por ordem cronológica ou o que me vier na cabeça?"
(Mercedes, personagem de Lília Cabral - Divã, 2009)

O blog mudou no formato. Os textos mais recentes estão abaixo e podem ser lidos na íntegra clicando em Read more... no final de cada postagem.

O restante das postagens estão disponíveis nos links a esquerda. Utilize a ferramenta de busca ou as tags.

Fique a vontade. E volte sempre!

Meu lado doente engraçado

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Inspirada no texto do blog Como diria sua mãe, resolvi falar de uma característica pessoal um tanto quanto "inusitada".

Sou muito auto-referente. Assim, por exemplo, tudo que acontece a minha volta deve ter alguma coisa a ver comigo. Eu sei, é muita pretensão achar que o mundo gira em torno dessa pessoa que eu chamo de Eu, mas eu nunca disse que ser auto-referente é uma coisa boa.

Eu falo de mim e eu tenho uma tendência alta em pensar que você e qualquer outro também fala de mim. Se alguma coisa quebrou, a chance de que eu seja culpada é alto, e além disso, minha auto-referência me faz pensar que se eu não sou a culpada, alguém quebrou para me culpar ou quem deveria ter quebrado era eu mesmo.

Se alguém me olha eu já estou jurando que esse alguém me olhou diferente. Essa auto-referencia é meio maluca, confesso. Não é persecutório porque nem sempre é negativo.


Quando vou bem em uma prova é porque eu sou o máximo, saca? E se eu for mal, arrisco leves denúncias aos professores acerca da hipótese de que eles quiseram me sacanear. É complicado isso e no fim das contas tem um nível de sofrimento relativamente alto.

Meu lado doente engraçado já me colocou em várias roubadas. Por outro lado, me ajuda a ter conversas difíceis mais saudáveis, porque dificilmente eu coloco a culpa no outro. Atenção!! Dicionário da língua portuguesa adverte: dificilmente não significa nunca.

É isso, eu falo de mim o tempo todo. Eu penso demais em mim e como disse Pedro Favaro, "Somos tão autocentrados, tão egoístas... dá eco o quanto nos importamos com nosso próprio umbigo...".

22 pessoas quiseram falar também!:

Pâmela 02 outubro, 2008  

Adorei seu jeito de escrever.
Acho mesmo que somos todos assim. Ou a maioria, pelo menos. Sempre pensando em nós mesmas e em como os outros estão pensando em nós mesmas. E temos a mania de achar que estão pensando mal.
Peraí... Essa sou eu! Hehehe!
Todos temos nosso lado doente...
Bom fim de semana!

Michelinha 03 outubro, 2008  

ehh.. na verdade estávamos falando sobre isso na clinica hoje neh!!!
rsrs

tento pensar pelo menos pelo lado "positivo".. de q se estão falando de mim, é pq estou incomodano... Mas nem smp eh facil, ainda mais qndo fala q somos incapazes de fazer algo
=/

ai ai viooo...

Bejoo Marii

Dama de Cinzas 03 outubro, 2008  

Acho que autocentrado todos somos um pouco. Mas nossas reações é que diferem e tem a ver com auto-estima...

Eu já tendo a achar que se estão falando é de qualquer pessoa menos de mim, se me elogiam acho que estão sendo simpáticos e acho que o mundo me ignora... ahahah

Como eu te disse tem a ver com auto-estima... rs


Beijos

Flavinha 03 outubro, 2008  

Também li o texto do Favaro e acho que todo mundo é assim, meio auto-referente. Mas, se a gente relativizar as coisas, pode até dizer que o mundo gira em torno do nosso umbigo mesmo. As coisas são vastas demais, o mundo, na verdade, é essa partezinha que nos rodeia.

O resto é uma extensão.

Beijos!

Flavia Melissa 03 outubro, 2008  

Amorzinho, mas sabe que até acho saudável?
A persecutoriedade não, nem os delírios exagerados, mas se a gente não for prestar atenção na gente, quem vai?

Adoro sua auto-referência, te rende ótimos posts!

Beijos e... Semana que vem vc me ajuda MESMO nos html? to beirando o desespero!!!

Drêycka 03 outubro, 2008  

kkkkk
tenho uma amiga asssim... kkk eh muuuito louco!!! eu morro de rir...

VC NÃO ANDOU ASSISTINDO MUITO "O SHOW DE TRUMAN" NÃO?!

HIHIHIH

ღ mey ♥¨`*•.¸¸.•*´¨♥ღ 03 outubro, 2008  

confesso ter um pouco disso... e isso nos prejudica mt, por isso, eu tento me ajudar, eu me policio... se vc quiser, tbm conseguirá!

bjs

ღ mey ♥¨`*•.¸¸.•*´¨♥ღ 03 outubro, 2008  

confesso ter um pouco disso... e isso nos prejudica mt, por isso, eu tento me ajudar, eu me policio... se vc quiser, tbm conseguirá!

bjs

Natiih 03 outubro, 2008  

Eu SEMPRE penso que as pessoas estão falando de mim ou pensando sobre mim,e normalmente as pessoas não estão nem lembradas que eue existo..
:P

Beijos.

carla m. 03 outubro, 2008  

Mari, de auto-referente para auto-referente, hehehe.

O que me consola Mari, é que conheço gente que é muito mais auto-referente que nós duas juntas e que combina a isso arrogância.

Pelo menos tu é crítica, se questiona, se movimenta em torno de ti mesma. Isso é muito mais importante do que ser ou não auto-referente.

beijocas florzinha!

Zé do Cão 03 outubro, 2008  

Claro que é bom pensar de ambas as maneiras. Deixa-mos duvidas é certo, mas saberemos separar o trigo do joio.
Não estou esquecido que já não faltam 90 dias para o fim de ano. Você já esqueceu?
Necessito morada para mandar a garrafa!...
A semana passada mandei 3 discos de Fados para uma outra amiga virtual do Brasil.

Beijocas

Lúh <~ 03 outubro, 2008  

preciso confessar uma coisa!
depois de ler esse post, eu me identifiquei tanto, que tb acho que sou auto-referente!
hihihi

Leonardo Werneck 03 outubro, 2008  

Aahh acho que todos somos assim, auto- referentes, eu sou demais!!!!

gostei do texto, deu vontade de contar o meu lado tbm.

Beijos

Éverton Vidal 03 outubro, 2008  

Lado doente engraçado rsrsrs. Essa foi muito boa Mariana. Texto engraçado sim, mas muito honesto, cheio de sinceridade, e quando ela (a sinceridade) fala a gente se cala e ouve e sempre aprende alguma coisa.

Às vezes eu sou um baita egocêntrico também. Às vezes? rsrs

Euzer Lopes 03 outubro, 2008  

É que Narciso acha feio o que não é espelho...
Só tome cuidado... A diferença entre "remédio" e "veneno" é somente A DOSE.
Goste de si, mas não se sinta responsável pela crise econômica norteamericana. Afinal, aquele papo de que um furacão no caribe tenha a ver com aquela borboleta que bateu as asas no Egito é coisa de maluco

Su 04 outubro, 2008  

Mari, creio que todos nós temos esse lado meio engraçado, meio doente. E parece que tem dias que ele aflora mais!!
Beijoos Flor!!
Te adoooro

Mary West 04 outubro, 2008  

Hahahahaha tenho uma certa simpatia por esse tipow de pensamento, meu umbigo o umbigo do mundo. Má num pode ser constante. :D

Camilla 05 outubro, 2008  

Muitas vezes quase tropeçamos no nosso próprio ego. rsrss

Mas acho que também sou um pouco assim. Geralmente me culpo de tudo que acontece a minha volta, e isso me deixa muito pra baixo. Bom é quando acontece algo bom e somos responsáveis por isso.

rsrs

Bjos

Pavón 05 outubro, 2008  

Ahhh... e quem não é assim, auto-referente. Vivemos querendo vender nossa imagem, achamos que o mundo está contra nós, ou que simplesmente alguma bruxa má colocou algum feitiço maluco no nosso nome.... não? Quem nunca quis viver no palco? rsss

Beijos

Igor Lessa 05 outubro, 2008  

Hahaha! ^^
Muito bom esse post. Me identifiquei muito, pois também sou "auto-referente". Aliás, estou sendo agora, reparou? Falando de mim, pra falar do seu post, rs
E a propósito, gostei muito da expressão "auto-referente", rs ^^

Inté!



Mariana, você sabe me dizer como eu coloco uma lista dessas aí do lado, de blogs de amigos, que vai se atalizando sozinha? No seu aqui está como "por onde eu ando".


Olhando Pra Grama - Crônicas de um ansioso

giovana,  06 outubro, 2008  

Não ligo muito se estão reparando em mim ou não... deixa que digam que falem ou se calem...mas bem interessante o post

lú gandra 06 outubro, 2008  

Esse mal não é só você quem sofre. Acho até que esta característica a maioria das pessoas sofrem. Eu por exemplo, e não sabia nomear. Todos os sintomas acontecem comigo também. Interessante seu blog, irei adicioná-lo em meus "favoritos" pode ser?
Beijos =*

Postar um comentário

Você também precisa falar? Comente...

Importante

Os textos postados neste blog são de minha autoria. Aqueles que não são, faço referência aos autores e/ou locais onde encontrei. Faça o mesmo e respeite: se copiar, credite.

Os comentários são abertos e o conteúdo dos mesmos não necessariamente expressa a opinião da autora.

Para parcerias e contatos profissionais utilize o formulário do 'Fale comigo'.

Fale comigo

Envie um e-mail diretamente para mim.


Seu nome:

E-Mail:

Mensagem:


Você é sempre bem vindo aqui! Volte sempre que quiser!

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP