"Sou eu que começo ou é você que começa? [...] Sou eu que começo! [...] E eu começo como? Eu vou falando por ordem cronológica ou o que me vier na cabeça?"
(Mercedes, personagem de Lília Cabral - Divã, 2009)

O blog mudou no formato. Os textos mais recentes estão abaixo e podem ser lidos na íntegra clicando em Read more... no final de cada postagem.

O restante das postagens estão disponíveis nos links a esquerda. Utilize a ferramenta de busca ou as tags.

Fique a vontade. E volte sempre!

Re-postando

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Roda gigante é um bonito brinquedo dos parques de diversões!
Eu gosto de rodas gigantes. Eu nunca andei em uma. Tenho medo.

O que eu acho mais legal da roda gigante é que as vezes você tá em baixo, as vezes você tá em cima e por duas vezes você curte o meio.
Porque o mais legal de tudo é o durante!
No ínicio dá medo do que vem pela frente...
No final dá medo de deixar para trás...
Mas no durante... o durante é maravilhoso! Você sabe onde vai chegar. Se está em baixo, o durante é a certeza de chegar em cima. Se está em cima, o durante é a certeza que ao chegar em baixo logo logo estará em cima novamente.

O fato é que sempre estaremos vezes em baixo, vezes em cima. É assim que a roda gigante sobrevive.
São os movimentos que a fazem bela!

Eu nunca tinha pensado sobre isso. Foi um amigo que me fez ver por esse ângulo. Ele me perguntou como eu estava, eu disse que não tão bem. Imediatamente ele retrucou: "Tá subindo ou tá descendo?"
Ao "ouvir" meu silêncio de quem não entendeu, ele explicou a roda gigante.

Isso faz tempo...
Já subi e desci desta roda gigante umas muiiitas vezes desde que ele me falou.
Se antes eu pensava que o legal era estar em cima...
Hoje eu continuo com a mesma opinião!
Eu gosto de estar em cima!!

A diferença é que passei a contemplar a paisagem também durante a subida e a descida!


post publicado em 23 de janeiro de 2008

4 pessoas quiseram falar também!:

Clecia 05 setembro, 2008  

Texto muito interessante,Mariana!Vou até refletir mais sobre essa filosofia... Gostei muito! Desculpe-me a demora em voltar aqui. Estava doente estes dias e por isso não deu para visitar os amigos. :) Espero que tenha um ótimo fim de semana!Bjos

Ultra Violet 06 setembro, 2008  

Uhmm então o bom é a roda gigante ser enorrrrme, pq assim a gente passa muito tempo em cima, mas tb passa o mesmo perído embaixo. Enfim, é a roda da vida. Só pára quando o passeio chega ao final.

Bjs.

P.S: Onde é que desliga essa musiqunha eim? rs

Lelli Ramz 06 setembro, 2008  

aiaiiai...

nunca atentei-me para o meio... gostamos sempre dos exageros, dos extremos...

por que não dizer do pico?

amo mto td isso...

bjinhus LElli

Ariana 07 setembro, 2008  

Mto lindo e interessante esse texto!
To achando que a minha roda roda gigante parou no meio viu, e não quer mais rodarr!=/


Beijão(*

Postar um comentário

Você também precisa falar? Comente...

Importante

Os textos postados neste blog são de minha autoria. Aqueles que não são, faço referência aos autores e/ou locais onde encontrei. Faça o mesmo e respeite: se copiar, credite.

Os comentários são abertos e o conteúdo dos mesmos não necessariamente expressa a opinião da autora.

Para parcerias e contatos profissionais utilize o formulário do 'Fale comigo'.

Fale comigo

Envie um e-mail diretamente para mim.


Seu nome:

E-Mail:

Mensagem:


Você é sempre bem vindo aqui! Volte sempre que quiser!

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP