"Sou eu que começo ou é você que começa? [...] Sou eu que começo! [...] E eu começo como? Eu vou falando por ordem cronológica ou o que me vier na cabeça?"
(Mercedes, personagem de Lília Cabral - Divã, 2009)

O blog mudou no formato. Os textos mais recentes estão abaixo e podem ser lidos na íntegra clicando em Read more... no final de cada postagem.

O restante das postagens estão disponíveis nos links a esquerda. Utilize a ferramenta de busca ou as tags.

Fique a vontade. E volte sempre!

Pedido

sábado, 23 de agosto de 2008

Eu já te pedi muitas coisas. Eu já dei muitas ordens, sei que você gosta desse meu jeito mandona. Já pedi para você me ligar, largar tudo e vir me ver. Já mandei você embora e pedi para você voltar.

Acontece que agora só tem uma coisa que eu quero de você: me odeie. É um pedido e uma ordem. Me odeie.

Eu não posso mais conviver com suas falsas juras de amor eterno. Primeiro que isso de eterno não existe além dos contos, e segundo que falsas juras não são boas coisas para se dar a alguém.

Me odeie. Lembre somente dos momentos ruins. Daqueles que gritei e que te magoei. Lembre somente das vezes que te fiz passar ciúme de propósito.Lembre-se, também, dos dias que deixei de ser autêntica e me entreguei aos seus pedidos.

Me odeie muito. Me odeie porque tive dúvidas entre você e outro. Me odeie porque te escondi das pessoas. Me odeie sempre. Me odeie todos os dias da sua vida. Me odeie porque um dia você pensará em ligar para alguém, e esse alguém será a mim, e eu não estarei aqui.

O amor, como todos os sentimentos, precisa de cuidados. Assim como uma vida, se cuidada não for, adoecerá e fatalmente, morrerá.

Eu já te pedi coisas demais e a maioria delas você não fez. E como um último desejo daquele que está prestes a morrer, eu te peço: me odeie, somente para que eu não precise viver com este sentimento de ódio sozinha.


23 pessoas quiseram falar também!:

Su 23 agosto, 2008  

Nossa Mari,
que texto lindo!!
Realmente lindo, mas triste... Lindo pq tiraste as palavras do coração e triste pq estás magoada!
Mas parece que as nossas melhores palavras surgem nos momentos de rancor, raiva, tristeza... MAs tudo na vida passa, e essa tempestade irá passar!
Abraços qrida!
Conte sempre comigo!!
Bjs

Carol 23 agosto, 2008  

Concordo com a Su...
Muito lindo seu texto, mas triste..
Espero que essa mágoa passe e que você se recupere.
Bjinhos.
;)

Drêycka 23 agosto, 2008  

muito lindo, adorei!!!!!!!!!!!!!!!!
; )

Monalisa Marques 23 agosto, 2008  

Aqui vai um lencinho pra vc, um abraço e, se quiser, um martelo pra bater. Só não martele o próprio dedo.

E um sorriso, pq sorrisos são sempre bons.

Monalisa Marques 23 agosto, 2008  

Aqui vai um lencinho pra vc, um abraço e, se quiser, um martelo pra bater. Só não martele o próprio dedo.

E um sorriso, pq sorrisos são sempre bons.

Aline 23 agosto, 2008  

Lindo amada, um texto carregado de sentimento verdadeiro, um desejo que todas nos temos uma vez na vida, ou duas, ou três... rs


bjm

*Raíssa 24 agosto, 2008  

Nossa, que triste e profundo! Jogou todo o seu sentimento pra fora nesse texto. Gosto dessa sinceridade, desse desafabo intenso.

Acho que o sofrimento fica mais fácil de carregar quando o ódio é recíproco, mas mesmo assim não nos faz bem.

Beijos

janao 24 agosto, 2008  

Ah! Tb tô sofendo por amor... Chato isso, ainda faço uma tese de mestrado sobre o porquê perdemos tanto tempo buscando essa coisa que dói tanto!

janao 24 agosto, 2008  

p.s: estudo em lugar cjo nome é Xerém, tenho que morar lá durante a semana e a cidade é pequenina... Outro dia em uma conversa percebemos que não sabíamos como chamar quem nasce em Xerém, mandei essa do Xerequense e pegou, dias depois soubemos que xereense, ;)

Michelinha 24 agosto, 2008  

ain marii... axo q nao estou num momento pra ti dar uma palavra de apoio...
entao..
quer ir beber comigo??? huahauhua
=D
melhoras pra ti tbm!!!
bejuuu

Victor Manfredine 24 agosto, 2008  

q sentimento mais complexo esse aí.
belas palavras d quem
literalmente não quer mais sofrer a toa..
^^
e ainda dizem q ser feliz é algoparticular de cada um.. oxiii
bjs ;]

Clecia 24 agosto, 2008  

Muito sentimento neste texto. A vida é assim mesmo, nos faz sorrir, mas também nos faz chorar.Mas superamos tudo! Bjos e um ótimo domingo!

Ultra Violet 24 agosto, 2008  

A fronteira entre amor e ódio é muito tênue. às vezes é melhor odiar para não correr o risco de abrandar e deixar machucar ainda mais o coração. Mas, mulheres são criadas para serem mulheres com sentimentos e mulher que se "preze " é sentimentalmente burra. Sou sentimentalmente burra!

Bjs.

Dama de Cinzas 24 agosto, 2008  

Muito bom seu post! Senti tanta afinidade com ele que poderia ter escrito um igual... rs

Beijos

Vinícius Aguiar 25 agosto, 2008  

Pelo que te conheço, não creio que esse desejo de ódio seja mais que um momento de raiva seu... ódio é um sentimento muito forte, mesquinho e pequeno, e vc não se fez, em momento algum da sua vida, digna de ódio de ninguém... portanto, rezo para que tenha paciência e fé, na certeza de que essa fase vai passar, assim como tudo na vida!
Beijos Mari!

Luifel 25 agosto, 2008  
Este comentário foi removido pelo autor.
Luifel 25 agosto, 2008  

A barreira entre o ódio e o amor é não é mto grande, mas não me parece que o seu ódio seja autentico, talvez seja mais uma ira mal interpretada...

Texto excelente!Gosto quando as pessoas sabem como expressar-se.

Bjs.

Tiago Júlio 25 agosto, 2008  

Moça, obrigado por todos os elogios, os carinhos, a atenção e afins. Ando meio relapso, por isso não tenho passado por aqui.
Pedi desculpas porque, de uma forma ou de outra, as pessoas estão esperando algo ao visitar e ler o blog. Esses dias eu não tenho nada pra mostrar além de mim mesmo.

Legal o teu texto. Achei meio óbvio, mas isso é só uma opinião idiota.

Marcelo Martins 25 agosto, 2008  

E quanto à você? Consegue simplesmente odiá-lo?

Mariana 25 agosto, 2008  

Marcelo, a resposta seria sim, se as coisas fossem simples....

beijos

Mary West 26 agosto, 2008  

Oh puxa...Cruel.

Menina de TrapOs 27 agosto, 2008  

Oiii...Achei o seu texto muito bonito & SEU BLOG INTERESSANTE!!!
E esse seu texto tem tudo a ver com oq estou sentindo esses dias =/
O copiei seu texto e coloquei no meu blog, pois achei bem bonito como já havia dito.
odeio plágio pois já aconteceu isso comigo. O MOÇA PEGUEI SEU TEXTO, MAS SEUS CRÉDITOS ESTÃO LÁ, VIU?!!!
PODE PASSAR LÁ SE QUIZER PARA CONFERIR =]

BJS, BOA NOITE!!!!

Flavia Melissa 29 agosto, 2008  

ô gatona!
não sei se é mais tristeza ou mais beleza, mas suas palavras me deixaram muda.
prá que mais?
msn asap!
beijocas ;)

Postar um comentário

Você também precisa falar? Comente...

Importante

Os textos postados neste blog são de minha autoria. Aqueles que não são, faço referência aos autores e/ou locais onde encontrei. Faça o mesmo e respeite: se copiar, credite.

Os comentários são abertos e o conteúdo dos mesmos não necessariamente expressa a opinião da autora.

Para parcerias e contatos profissionais utilize o formulário do 'Fale comigo'.

Fale comigo

Envie um e-mail diretamente para mim.


Seu nome:

E-Mail:

Mensagem:


Você é sempre bem vindo aqui! Volte sempre que quiser!

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP