"Sou eu que começo ou é você que começa? [...] Sou eu que começo! [...] E eu começo como? Eu vou falando por ordem cronológica ou o que me vier na cabeça?"
(Mercedes, personagem de Lília Cabral - Divã, 2009)

O blog mudou no formato. Os textos mais recentes estão abaixo e podem ser lidos na íntegra clicando em Read more... no final de cada postagem.

O restante das postagens estão disponíveis nos links a esquerda. Utilize a ferramenta de busca ou as tags.

Fique a vontade. E volte sempre!

Diagramando o brilho

terça-feira, 12 de agosto de 2008


Depois da tempestade vem a virose! Fiquei uns dias sem postar pois descarreguei toda a tensão e estresse acumulado no último mês em uma bela de uma virose.

E quando os pensamentos são complexos demais que as palavras que conheço não são suficiente para expressá-los? Eu quero expressá-los! Eu quero falar sobre as relações interpessoais, o comportamento humano, sobre as coisas que eu penso...

Eu penso compulsivamente. Eu fico tentando encaixar as peças, trocá-las, (re)encaixá-las. Eu faço diagramas mentais e sou fascinada com os resultados que eles me proporcionam. E eu queria muito conseguir dividir tudo isso com o mundo. Porque dividir significa compartilhar e compartilhar é troca, e troca, para mim é o segredo da sabedoria.

Acho que juntar esses pensamentos compulsivos com essa vontade de trocar, me mantém cada vez mais na blogsfera.

Dos meus linkados, muitos são mais que excelentes, porém nem todos eles são blogs recheados de textos excelentes. Alguns, inclusive, só mantenho o acesso pois, de tão mesquinhos, me alimentam os pensamentos compulsivos e diagraminhas.

Eu tenho pensado mais, ultimamente. A freqüencia de diagramas tem aumentado absurdamente nos últimos tempos. Sobre mim, sobre você leitor, sobre você linkado, sobre o mundo, sobre todos e sobre tudo.

Eu fico aqui, neste meu canto, observando. E sei que muitas vezes invado o teu canto. Seja escrevendo aquilo que você gostaria de ter escrito, seja escrevendo aquilo que você, realmente, não desejaria ter lido. Seja entrando no teu blog, sabendo da tua vida e comentando sobre ela. Invadimos e somos invadidos o tempo todo. Quer a gente queira ou não - é fato.

As relações interpessoais são um emaranhado de situações complexas e por isso o pensamento sobre elas não fica diferente. E eu fico, aqui, só observando. Agora, neste exato momento eu estou pensando em coisas que eu poderia escrever, fazendo aqueles diagraminhas frutos de tantas observações.

Você se incomoda com o brilho alheio? Eu estava pensando nisso: em o quanto as pessoas se incomodam com o brilho do outro. Como se quem brilhasse mais, tivesse mais poder. É uma disputa!

Algumas pessoas não conseguem encontrar seu próprio brilho e, na tentativa de aparecer no breu, tentam apagar o brilho ofuscante daquele que não se alcança. Essas pessoas não são espertas. Espertas são aquelas que se aproximam do brilho do outro para brilhar junto e aprender a brilhar só.

Tenho certeza que todos vocês, que me leêm agora, conhecem alguém que tenta apagar o brilho de outrem. Pessoas que não são capazes de elogiar sem criticar, que não são capazes de motivar sem ridicularizar, que não são capazes de ensinar sem supor que o aprendiz será eternamente aprendiz.

Essas pessoas, eu acho, não são felizes. Porque deve ser cansativo demais ficar o tempo todo procurando ao seu redor estrelas em potenciais para sugar as energias, o brilho. Enquanto as espertas, essas sim são felizes, pois desfrutam da sua própria iluminação, mesmo que pequena, inicialmente.

Talvez se cada um se preocupasse em lustrar a própria vida, mais pessoas pudessem brilhar...

19 pessoas quiseram falar também!:

MAhkau 12 agosto, 2008  

É quem sabe o mundo, com tantas outros brilhos, estivesse muito melhor!

.a negra. 12 agosto, 2008  

Assim, só haveriam as alegrias e o tédio junto com outros problemas, seria afastado!


beijus

Su 12 agosto, 2008  

Realmente Mari,
infelizmente todo mundo tem alguém por perto que tenta apagar o brilho das pessoas. Mas, sabe?1 Aprendi que pessoas assim não são felizes e por mais que tentem apagar o brilho dos outros, o brilho dela já está apagado, ou melhor nunca brilhou!!!
E pode ter certeza, ngm vai apagar seu brilho, pq vc e dqle tipo de pessoa que nasceu pra brilhar!!
Beijoooo grande!!

Juliana Gulka 12 agosto, 2008  

E se cada um aprender a manter o seu prórprio brilho, vamos ser todos estrelinhas! rs
Sério.. que bom que está um pouco melhor da virose.. é horrível não?? Eu quando tive uma no começo do ano pensei em tanat coisa que minha vida melhorou horrores depois que fiquei boa!
^^

Mary West 12 agosto, 2008  

As palavras, as emoções as vezes são umas danadinhas mesmo. Fogem quando mais precisamos. ;)

Mary West 12 agosto, 2008  

Sim sim, quando queremos brilhar, ou simplesmente fugir dos ladrões de brilho.

Camila Colossi 12 agosto, 2008  

legaal esse post
doreei seu blog
voou virspre akie xd

http://imensidadx3.blogspot.com/

Marco Antonio 12 agosto, 2008  

Sabe... fantástica sua conclusão. Eu concordo plenamente!

Ah e esqueci de falar que aquilo é ficção né?

carla m. 12 agosto, 2008  

construa seus diagramas querida!!!a gente precisa refletir, relações só se aperfeiçoam assim, não é?!

detesto quem não consegue nem ao menos colocar o óculos escuro para conviver com o brilho alheio! eu convivo com tantos assim, que vivo com medo de me habituar... mas aí eu dou uma sacudida e lembro que não vale à pena. tira a beleza da vida, por que não tem algo mais indo que ver as pessoas brilhando!

beijo guria! e brilha bastante!

Leonardo Werneck 12 agosto, 2008  

Concordo plenamente com vc, se cada um se preocupasse com sua própria vida, o mundo seria bem mais bonito.

Beijo

Pedro Favaro 12 agosto, 2008  

Vc terá muitos amigos para exugar suas ágrimas e muto poucos para rir, de verdade, contigo do seu sucesso!

Renata 13 agosto, 2008  

Engraçado você escrever sobre seus diagramas em uma época que eu queria pensar menos. Me sinto cheia demais de pensamentos, sabe um caderno totalmente escrito, onde não sobram nem rodapés? Sobre o brilho das pessoas, penso nisso como aquela palavrinha chata, inveja. Problema é que quem quer sugar o brilho alheio nunca percebe que está fazendo isso, não é? E tem tanta gente assim...
Beijo.

Confraria do Grito 13 agosto, 2008  

E todo mundo ía viver em paz e feliz se cada um cuidasse da própria vida.

Bjo

Confraria do Grito 13 agosto, 2008  

E todo mundo ía viver em paz e feliz se cada um cuidasse da própria vida.

Bjo

Mandy 13 agosto, 2008  

iiiiiiiih eu conheço tanta gente assim, até me afasto desse tipo, concordo com vc ao invés de tentar tirar o brilho de alguém pq não se juntar a ele para vocês brilharem juntos, não é msm?!

BjO.

Marcelo Martins 13 agosto, 2008  

Cada vez acredito mais que pessoas inteligentes não são felizes...
Complexo isso, não?
Mas creio ser um fato.

Beijocas

Otávio 14 agosto, 2008  

ser feliz me parece algo mto relativo
:/
é certo q blogar nos traz mtas trocas, e boas, mas como se diz, é difícil defender só com palavras a vida...

meu mundo invisivel 15 agosto, 2008  

Parbéns pelo blog amo esse cantinho. Mas existe muitas terezas e essa tereza pode ser qualquer um de nós.

meu mundo invisivel 15 agosto, 2008  

Parbéns pelo blog amo esse cantinho. Mas existe muitas terezas e essa tereza pode ser qualquer um de nós.

Postar um comentário

Você também precisa falar? Comente...

Importante

Os textos postados neste blog são de minha autoria. Aqueles que não são, faço referência aos autores e/ou locais onde encontrei. Faça o mesmo e respeite: se copiar, credite.

Os comentários são abertos e o conteúdo dos mesmos não necessariamente expressa a opinião da autora.

Para parcerias e contatos profissionais utilize o formulário do 'Fale comigo'.

Fale comigo

Envie um e-mail diretamente para mim.


Seu nome:

E-Mail:

Mensagem:


Você é sempre bem vindo aqui! Volte sempre que quiser!

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP