"Sou eu que começo ou é você que começa? [...] Sou eu que começo! [...] E eu começo como? Eu vou falando por ordem cronológica ou o que me vier na cabeça?"
(Mercedes, personagem de Lília Cabral - Divã, 2009)

O blog mudou no formato. Os textos mais recentes estão abaixo e podem ser lidos na íntegra clicando em Read more... no final de cada postagem.

O restante das postagens estão disponíveis nos links a esquerda. Utilize a ferramenta de busca ou as tags.

Fique a vontade. E volte sempre!

Vontades de Thereza

domingo, 25 de maio de 2008

Thereza é cheia de vontades. Tem dias que acorda com vontade de comer alguma coisa que não sabe exatamente o que é. Daí abre a geladeira e prova do bife gelado de ontem. Não é isso. Prova do queijo mineiro, salgadinho e úmido, que tanto gosta. Não é isso. Dá uma colherada no doce de leite. Não é isso. Ela desiste e vai fazer suas coisas.
As vezes ela passa o dia inteiro provando coisas para "matar" a sua vontade daquilo que ela não sabe exatamente o que é. Chocolate com banana. Sorvete com coca-cola. Bala de iogurte com fandangos. Disso tudo, a única coisa que ganha são quilos a mais.

Thereza já se acostumou a ter vontades que ela não sabe de onde vem e para quê que serve. E de todas essas que ela ja sentiu, a que ela mais gosta é a vontade de estar junto dele.

Vontade de acordar e olhar para ele. Ver que ele está olhando ela dormir. E isso parecer que já durava longos minutos. Vontade de dar boas notícias. Vontade de contar o dia detalhadamente e perceber que a única coisa a qual ele tem prestado atenção é no seu decote, cuidadosamente, escolhido após o banho relaxante.

Vontade de tocar-lhe o rosto. Afagar-lhe os cabelos, levemente compridos. Vontade de contar piadas bobas e ri de si mesma, somente para ajudá-lo relaxar do dia cansativo.

Vontade de lhe enxugar as lágrimas quando o presente ela estiver carregando. Vontade de programar mil 'surpresinhas'. Vontade de sentir o perfume de longe. De reconhecer os passos, o som que ele faz com a chave para abrir a porta.

Vontade de ver uma sala cheia de brinquedos largados e vê-lo com suas duas crianças dormindo no tapete. Os três sorrindo e ela com ar de quem é a mulher mais feliz do mundo.

Vontade de tantas coisas e de, acima de tudo, nunca deixar de ter essas vontades.

[Thereza tem alma preta e coração dengoso...]

16 pessoas quiseram falar também!:

Euzer Lopes 25 maio, 2008  

Vontade boa essa...
Vontade tão boa quanto o pudim de leite.
Vontade que todos temos.
E a maior vontade, sem dúvida nenhuma, será ficar irritada ao ver a sala lotada de brinquedos e ter de, além de recolher todos, levar suas duas crianças pra cama.

Dama de Cinzas 25 maio, 2008  

Essas vontades loucas eu tenho todas! Um dia desses sentei e comi bicoito recheado de chocolate com maionese! Podeeee? Pois é, a louca aqui come... eheheh

Belo texto

Beijos

Vinícius Aguiar 25 maio, 2008  

São dessas pequenas vontades que se faz a felicidade plena!!

Beijos!

Nathália 25 maio, 2008  

Eu tenho algumas dessas vontades loucas, desde as gastronômicas até as sentimentais.
E assim como a Thereza, desejo nunca perdê-las. ^^

Beijo, sua doida! Hahaha

Leonardo Werneck 25 maio, 2008  

Caramba sou viciado em iogurte de morango com fandangos!


A vontade de ver a sala com brinquedos foi a coisa mais bonita que Thereza quis.


beijo

Ciça. 25 maio, 2008  

Me deu vontade de tomar sorvete com coca-cola!


:*

Vini,  26 maio, 2008  

OO que.. temos uma especie de cronica!!.. ficou bonitooo de se ler esse post...
aah e gostei da filosofia " a familia , a base.. e os amigos, o recheio" no post do seu aniversario

^^

e se nao me engano mudou o layout d nvo?!

hahaha bjosss maryy ;*

carla m. 26 maio, 2008  

eu também tenho essas vontades, o tempo todo. só que vontade é uma coisa que dá e passa, é só concentrar.

como sempre Mariana, muito bom passar aqui.

*Raíssa 26 maio, 2008  

Acho que todos têm algumas dessas vontades todos os dias, tanto as gastronômicas quanto as emocionais. Vontades boas que vêm do nada.
Gostei do texto.
Beijos

Narradora 26 maio, 2008  

Ficou lindo o texto.
Também me assaltam umas vontades de vez em quando... dessas que não se sabe de onde vem. Mas são elas que dão graça à vida.
Bjs

Mari Vianna 26 maio, 2008  

aaaaaaaaah eu adorei seu blog, sabia?
os teextos, o titulo, tudo !

=)
um beeijo

.a negra. 27 maio, 2008  

aaaah Vontades eu tenho...mas qm dera eu suprir a todas!

KKKKKKK


cada dia que passo por aqui vejo que existem tantos loucos ( ou mais) do que eu!

rsrsrsrs

big beiju

Ana Laura 27 maio, 2008  

Eu acho que sou Trereza! hahahaha

Adoro Waffer com requeijão, sopa com vinagre, sorvete com batata frita.
Adoro vontades sentimentais, vontade de abraçar, de rir junto, de desfrutar da cia...

Também adoro ter vontades.

Beeijo flor.

Ana Laura 27 maio, 2008  

P.S.: Ficou ótima a segunda coluna!

Ana Laura 27 maio, 2008  

Mari, quando for visitar meu blog, não deixe a página semi-aberta, maximize toda a tela e veja que as colunas vão se alinhar...

Ó, você pode fazer esse teste pra mim por favor? É que eu tô em dúvida se meu layout se adapta a todos os navegadores.

Beeijo!

Thiago Ururay 04 janeiro, 2010  

Só um comentário básico! Sorvete com coca cola é muuuuito bom!

Postar um comentário

Você também precisa falar? Comente...

Importante

Os textos postados neste blog são de minha autoria. Aqueles que não são, faço referência aos autores e/ou locais onde encontrei. Faça o mesmo e respeite: se copiar, credite.

Os comentários são abertos e o conteúdo dos mesmos não necessariamente expressa a opinião da autora.

Para parcerias e contatos profissionais utilize o formulário do 'Fale comigo'.

Fale comigo

Envie um e-mail diretamente para mim.


Seu nome:

E-Mail:

Mensagem:


Você é sempre bem vindo aqui! Volte sempre que quiser!

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP