"Sou eu que começo ou é você que começa? [...] Sou eu que começo! [...] E eu começo como? Eu vou falando por ordem cronológica ou o que me vier na cabeça?"
(Mercedes, personagem de Lília Cabral - Divã, 2009)

O blog mudou no formato. Os textos mais recentes estão abaixo e podem ser lidos na íntegra clicando em Read more... no final de cada postagem.

O restante das postagens estão disponíveis nos links a esquerda. Utilize a ferramenta de busca ou as tags.

Fique a vontade. E volte sempre!

Dois trechos do dia de hoje.

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Denominando...


A gente dá nomes. Precisamos deles, dos nomes. A gente precisa falar que foi alguém. Mesmo que esse alguém seja a gente. E no final, parando bem para olhar para os nomes, tudo não passa de uma sensação de que o esforço em mudar não foi suficiente. Não por enquanto. Pode vir a ser um dia, e eu acredito que será. É por isso que eu mudo e tento mudar a todo tempo. Mas quando a vida se repete, vem aquela sensação de pouca sorte eterna. Quando o reforço positivo não chega, dá aquele gostinho de fracasso. Não que de fato seja, mas contingentemente é assim que é. Depois, mais pra frente, quando a gente volta a fita e reavalia, até consegue angariar alguns bons reforçadores... E daí a sensação de pouca sorte eterna vai se diluindo. O que pode ser talvez só sensação, porém por hoje é toda sensação. Por hoje é tudo que eu consegui sentir. 


"ô pexão!"

Eu poderia ser um peixe. Certamente seria colorido mas, bem... eu poderia ser um peixe. E sabe-se que alguns peixes crescem proporcionalmente ao espaço físico que lhes é proporcionado. Um peixinho num aquário, sempre vai ser um peixinho. E eu, eu devo ser um peixe do mar... porque sinto meu aquário apertado demais. 

9 pessoas quiseram falar também!:

:) 07 setembro, 2010  

Com nomes ou sem nomes, fatalmente a gente acaba se culpando...prefiro não ter mais nome! :)

O que eu sei flor é que se você muda, com certeza está mudando para melhor!

"Pexe"
Na minha humilde opinião não é você que está num aquário pequeno demais, são as pessoas à sua volta pequenas demais querendo fazer você não expandir...

João Guilherme 07 setembro, 2010  

só consigo dizer uma coisa: é foda!

pulchro 16 setembro, 2010  

E o mar, ainda é pequeno para esse peixe?

Pulcro,
http://pulchro.blogspot.com/

Maldito 20 setembro, 2010  

Não tinha um bichinho melhor pra escolher não? Logo o peixe? rsrsrs
Bjs

Accácia 11 outubro, 2010  

Acho que te entendo perfeitamente...
Tb por vezes me sinto apertada no meu atual aquário...
beijo!

todosossentidos 21 novembro, 2010  

E cadê a dona do blog???
Passando depois de um tempo.
Beijo

Neo

Flavia Melissa 22 novembro, 2010  

"The flower said "I wish I was a tree", the tree said "I wish I could be a different kind of tree"...

Saudades desse cantinho!

Camila 15 dezembro, 2010  

muito fofo seu blog...
sem nome,não seríamos ninguem,ou quase nada.

Sílvio Moura 24 dezembro, 2010  

Seja.
Feliz Natal!
Beijos,
Pulcro.
www.pulchro.blogspot.com

Postar um comentário

Você também precisa falar? Comente...

Importante

Os textos postados neste blog são de minha autoria. Aqueles que não são, faço referência aos autores e/ou locais onde encontrei. Faça o mesmo e respeite: se copiar, credite.

Os comentários são abertos e o conteúdo dos mesmos não necessariamente expressa a opinião da autora.

Para parcerias e contatos profissionais utilize o formulário do 'Fale comigo'.

Fale comigo

Envie um e-mail diretamente para mim.


Seu nome:

E-Mail:

Mensagem:


Você é sempre bem vindo aqui! Volte sempre que quiser!

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP