"Sou eu que começo ou é você que começa? [...] Sou eu que começo! [...] E eu começo como? Eu vou falando por ordem cronológica ou o que me vier na cabeça?"
(Mercedes, personagem de Lília Cabral - Divã, 2009)

O blog mudou no formato. Os textos mais recentes estão abaixo e podem ser lidos na íntegra clicando em Read more... no final de cada postagem.

O restante das postagens estão disponíveis nos links a esquerda. Utilize a ferramenta de busca ou as tags.

Fique a vontade. E volte sempre!

Com quem ficou as possibilidades?

domingo, 2 de maio de 2010

Será possível voltar?? Pergunta boba: sei que não! E mesmo que fosse possível, quase acredito que eu jamais voltaria. Não troco minha bagagem por nenhuma necessarie. Mas... alguém me explica porque todas as palavras ficaram assim, tão sem graça?! É possível nunca mais ser poeta? 




É possível que meus dedos fiquem presos apenas em uma escrita tecniscista? Observo tanto. As coisas mudaram tanto quando eu vou escrever... Nem a letra é a mesma. E quando a minha caneta dança no papel, ela fica tão desconjuntada. Talvez lhe falte um par. Talvez [...]

Fica impossível não lembrar de momentos. E pior do que lembrar desses momentos é não conseguir sequer uma expressão afetuosa. Não conseguir expressar uma gota de raiva ou um ligeiro pensamento lacrimoso. Agora, me pergunto, como pude, depois de tanto mal, deixá-lo sair ileso dos meus pensamentos? 

Essa semana pensei três vezes sobre isso. Queria que soubessem que mal nenhum corrompeu meu bom humor e minha tolerância. Talvez fosse uma bela vingança anunciar meu status. Mas, quem se importa??

Apenas minha poesia. E de todos os males que o culpo é por ter levado a minha poesia. Quando virou as costas e foi embora levou consigo minha poesia e minha inocência. Fiquei com a prosa, com a razão e com a maldita da desconfiança.

Obrigada!

[Este texto foi rascunhado no meu caderno na última sexta-feira, enquanto eu aguardava meu ônibus de volta para casa, no terminal Tietê]

7 pessoas quiseram falar também!:

Suzana Martins 02 maio, 2010  

Seria mto bom se fosse possível voltar... Mas as minhas palavras, talvez, seja apenas uma espécie de voltar e entender significados... Meus dedos se prendem, se soltam e rabisca tudo.

"Fica impossível não lembrar de momentos. E pior do que lembrar desses momentos é não conseguir sequer uma expressão afetuosa. Não conseguir expressar uma gota de raiva ou um ligeiro pensamento lacrimoso. Agora, me pergunto, como pude, depois de tanto mal, deixá-lo sair ileso dos meus pensamentos?"

Beeijos e beijos, flor!!

Saudade de vc

:) 02 maio, 2010  

Se "alguém ou alguma coisa" te levou algo, garanto que não foi a forma e a leveza com que escreve!

Bjs

Cynara 02 maio, 2010  

Olha Mary a cada dia que passa tenho mais orgulho de vc e sou a pessoa mais feliz por ter vc em minha vida e fazer parte dela vc realmente incrivél!!!Te amo viu!!

Parabéns!!!
CY

' .Lúh* 02 maio, 2010  

corre atrás dele e pega sua poesia de volta! haha

texto lindo mari, como sempre. mesmo com a poesia longe, vc ainda consegue me emocionar!

te amo muito!! (:
beijão!

Cêe 03 maio, 2010  

Pretinha ;*

Em mim, não é só a letra que está desconjuntada. Mas bem, quero falar de você. ATÉ PARECE, PRETINHA, ATÉ PARECE QUE VOCÊ FICOU SÓ COM A RAZÃO.

Beijo ;**

Vinícius Remer 03 maio, 2010  

Poesia. Não perca isso, pois é impossível sobreviver sem. Faz do mundo mais tolerante e amável. Escreva mesmo que depois leia e se pergunte se foi você mesmo que escreveu, um dia vai se surpreender e não acreditar ser capaz de escrever algo tão belo...
:*

Cacau 04 maio, 2010  

É uma pena, a única pessoa q não sai ilesa dessas tragédias todas somos nós mesmas!!!

Seu blog está cada vez melhor flor

Beijos

Postar um comentário

Você também precisa falar? Comente...

Importante

Os textos postados neste blog são de minha autoria. Aqueles que não são, faço referência aos autores e/ou locais onde encontrei. Faça o mesmo e respeite: se copiar, credite.

Os comentários são abertos e o conteúdo dos mesmos não necessariamente expressa a opinião da autora.

Para parcerias e contatos profissionais utilize o formulário do 'Fale comigo'.

Fale comigo

Envie um e-mail diretamente para mim.


Seu nome:

E-Mail:

Mensagem:


Você é sempre bem vindo aqui! Volte sempre que quiser!

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP