"Sou eu que começo ou é você que começa? [...] Sou eu que começo! [...] E eu começo como? Eu vou falando por ordem cronológica ou o que me vier na cabeça?"
(Mercedes, personagem de Lília Cabral - Divã, 2009)

O blog mudou no formato. Os textos mais recentes estão abaixo e podem ser lidos na íntegra clicando em Read more... no final de cada postagem.

O restante das postagens estão disponíveis nos links a esquerda. Utilize a ferramenta de busca ou as tags.

Fique a vontade. E volte sempre!

Neste momento...enloucrescendo.

sábado, 12 de abril de 2008

Sabe quando você olha para todas as fotos antigas e tem certeza que você era feliz e bonita e não sabia disso? Sabe quando você acha que tá tudo errado, de ponta cabeça, bagunçado? Sabe quando você deseja acordar e ver que tá tudo diferente, do jeito que era antes ou absurdamente melhor do que está agora?

Eu estou assim. Desejando ser dona do tempo, do relógio da vida. Queria mexer nos ponteiros com meu dedo indicador e sair do agora. Tanto faz voltar ou avançar o tempo. Eu só desejo não estar no agora.

Já me senti assim antes e sei que passa. Sei também que daqui uns anos eu vou olhar as fotos de hoje e pensar: "eu era mais bonita, mais nova, eu era mais feliz". É, eu não sou a rainha da boa auto-estima, mas também não jogo contra mim. Eu tenho meus valores, meus atributos e milhões de qualidades.

Eu me senti assim pela primeira vez quando eu tinha 12-13 anos. Deixando de ser criança, entrando na adolescência. Me senti assim com 17-18 anos também. Deixando de ser moleca, entrando na faculdade. Agora com 21-22. Deixando de ser estudante para ser profissional. Adulta(?).

O mundo exige outras posturas e eu sei que estou pronta para mostrá-las. Eu sei que estou preparada, e eu não quero me manter presa eternamente na fase das poucas responsabilidades. Não sei se eu largo na frente ou saio atrasada nesta corrida do desenvolvimento mas, eu sei que pareço destoar do resto do mundo.

Eu sempre soube que era única e autêntica, "a diferente", porém não faz mal nenhum ter pares para dividir algumas experiências e crises. É, acho que estou em crise. Sim! Coloquei um ponto final em histórias e vivências que precisavam ficar para trás. Aham, estou no último ano e sem idéia de onde trabalhar.

Eu desejo coisas que não posso ter. Não agora, eu sei. São coisas que de fato eu terei, mas sei que não agora. Tenho dificuldade em deixar momentos bons para trás. E isso é super humano. Quem gosta?

Senti falta de brincar de boneca. Senti falta dos amigos do colégio, da turma imensa. Sentindo falta dos primeiros anos da facu. Dos dias que matava aula e ia pro bar. Das festas e das brincadeiras. Sentindo falta do meu cabelo que não mudava há mais de 7 anos. É, eu ainda choro por ele.

Estou confusa, pensando demais, querendo passar por isso o mais rápido possível e, desejando que a crise dos 30 demore muito pra chegar.

Coisa de mulher? Pode ser...

Me dê alguns dias, por favor! Peço para a vida e ela não aceita. O tempo continua rolando, e eu durmo e acordo com a impressão que tudo tende a piorar.


[Tenho uma monografia para escrever para segunda-feira e não fiz uma página. Tenho provas para estudar e vou contar com minha habilidade de ter prestado atenção nas aulas.

Minha colação de grau de bacharelado-licenciatura será dia 25 de abril. Me ofereci para ser oradora da turma. Ninguém foi contra, mas também ninguém me escolheu. Então serei eu.]

12 pessoas quiseram falar também!:

Dama de Cinzas 12 abril, 2008  

Crises existenciais! Eu tenho uma ou duas por semana, se isso te consola! As vezes tenho esse mesmo desejo de sair do agora e ir para um tempo em que me sentia mais feliz. Ou sair de agora e ir para outro corpo, viver outra vida... rs

Acho que com o tempo a gente aprende que esses momentos vem e vão e são sempre terríveis quando vem!

Beijos

Lorita 12 abril, 2008  

Amada, neste momento o que vc precisa fzr é se jogar em alguma atividade que tire tua atenção pelo menos por umas horas do que realmente te aflige e te deixa down. Seja feliz da forma que lhe apetecer, ok?

Bjm

Ana Laura 13 abril, 2008  

Nossa, parece que fui eu quem escrevi isso. Estou me sentindo exatamente assim. Parece que toda e qualquer dituação passada ou porvir é melhor do que o agora!


Deus nos ajude! rs


Beijos.

Ana Carolina Braga 13 abril, 2008  

Olá Mariana! Obrigada pela visita e pelo comentário! =)
Seu blog também é lindo...
Gostei de conhece-lo =)

Olha, senti muita empatia com essas suas palavras ...
Acho que todas as blogueiras estão em crise existenciais! =P

Nathália 13 abril, 2008  

Hahaha!
Caramba, tá todo mundo em crise?

Na verdade não... A minha já passou :D
Aêêê!

Mas, como você disse, isso passa.
O problema é quando, né?

Beijo!

Mariana 13 abril, 2008  

Gostaria de ressaltar que essa aflição, esse desespero não é de todo mal.

Como disse o titulo me enlouCRESCE.

Guilherme Stadtlober,  13 abril, 2008  

Coisa de mulher? Não creio que seja, afinal, quem nunca passou por isso?
Também tive minhas crises, e por ora, estou livre das mesmas.
É, ainda choro pelo meu cabelo também! haha
Provas? situação idêntica.
Gozado entrar hoje no teu blog, me identifiquei com muitas coisas. Velhas fotos. Dei uma boa olhada em umas aqui, minha infância, família feliz...
Cheguei a conclusão de que o tempo realmente passa e tudo muda(se não por completo, ao menos alguns detalhes).
Boa sorte com essa semana que parece ser intensa!
Um grande beeijo =)

Euzer Lopes 13 abril, 2008  

Adorei...
Tomara que você CRESÇA, mas nunca, jamais, envelheça.
Aos 30, você vai ser linda.
Aos 40, magnífica.
Aos 50, divina.
Aos 60, deslumbrante.
Aos 70, deliciosa.
Aos 80, a mais coruja e adorada das avós!

Narradora 13 abril, 2008  

Mariana,
Concordo com você, as crises vêm pra sacudir a nossa vida e elas são úteis nas quebras dos paradigmas...rs. Mas cá pra nós, são bem chatas, aflitivas e as vezes ladras de sono.
O bom é que elas passam e, na maioria das vezes, a gente fica mais forte (ah, e o cabelo cresce...rs)
Boa sorte nos seus afazeres - que pelo visto são muitos.
Bjs.

Falando de Amor 13 abril, 2008  

Olá, boa noite!!!
Passando para ler tuas postagens e desejar uma noite inspiradora...abraço poético!

Juliana.Campos 14 abril, 2008  

Crises de existência... se pudesse me enviava debaixo do cobertor e só saia quando o mundo tivesse blue ;D
mas como não dá, o jeito é sair, levantar e andar por ai tentando fazer o meu mundinho mais blue!

P.s: no meio de uma dessas crises (provas- espinhas- me achando uma balofa)

RUIVINHA,  14 abril, 2008  

Vai aí uma oração simples e maravilhosa, que nos ajuda sempre.
Concedei-nos Senhor a serenidade necessária para:
Aceitar as coisas que não podemos modificar;
Coragem para modificar aquelas que podemos;
Sabedoria para distinguir umas das outras.
Beijos

Postar um comentário

Você também precisa falar? Comente...

Importante

Os textos postados neste blog são de minha autoria. Aqueles que não são, faço referência aos autores e/ou locais onde encontrei. Faça o mesmo e respeite: se copiar, credite.

Os comentários são abertos e o conteúdo dos mesmos não necessariamente expressa a opinião da autora.

Para parcerias e contatos profissionais utilize o formulário do 'Fale comigo'.

Fale comigo

Envie um e-mail diretamente para mim.


Seu nome:

E-Mail:

Mensagem:


Você é sempre bem vindo aqui! Volte sempre que quiser!

  © Blogger template The Professional Template II by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP